Ep. 34 - Português Europeu vs. Português Brasileiro: Palavras iguais com significados diferentes

Ep. 34 - Português Europeu vs. Português Brasileiro: Palavras iguais com significados diferentes
00:00 / 18:20

Ouvir no SpotifyiTunes ou Google Podcasts, ou ver o vídeo no Youtube

Neste episódio eu e a Liz do canal Talk the Streets tentamos adivinhar o significado de algumas palavras no português do Brasil!

TRANSCRIÇÃO:

Olá a todos e bem-vindos de volta ao Portuguese With Leo!

Como podem ver estou de volta com a Liz e com a Carol e vamos voltar a investigar as diferenças entre o português brasileiro e o português europeu, mas desta vez vamos ver quais é que são as palavras que são exatamente iguais, mas com significados bastante diferentes.

Esta ideia surgiu porque no outro vídeo que fizemos houve uma palavra que tu disseste que toda a gente comentou nos comentários, todos os brasileiros comentaram, que é a palavra rapariga porque tu estavas a falar com vocabulário de Portugal e em Portugal nós dizemos rapariga, mas no Brasil não.

Isso é verdade, e é claro, considerando que eu estou cá há cinco anos já é natural que a gente comece a usar palavras aqui do português europeu. E já que o Léo disse rapariga, vamos começar por ela. Rapariga é uma palavra que aqui em Portugal...

É uma moça, uma menina, é  uma pessoa jovem do sexo feminino.

Só que no Brasil rapariga é usado para prostituta ou o que a gente chama de mulher da vida. Então falar rapariga no Brasil pode soar estranho. E olha, antes que a gente continue com as palavras, só queria dizer uma coisa:

Isso reflete muito a minha experiência que sou mineira de Belo Horizonte, então pode ser que eu fale alguma palavra, algum conceito que seja diferente na sua região no Brasil. Aí deixa nos comentários para a gente aprender um pouquinho mais.

Pois é, e como eu morava no Brasil e agora moro em Portugal, às vezes eu fico confusa e às vezes eu tenho medo de falar algumas palavras, "Será que tem o mesmo significado aqui ou não?" Então vai ser interessante.

A Carol tem uma nova lista de palavras e eu e a Liz vamos tentar adivinhar os seus significados no Brasil.

Olha, para a gente começar uma palavra que eu também mencionei no vídeo anterior: cueca.


Cueca. Pronto, e tal como dissemos no vídeo anterior, cueca é a roupa interior normalmente feminina, se bem que também se pode dizer que os homens, é aquela roupa interior em forma de V, pronto. Os homens também, alguns homens usam cueca.


Mas tem outro significado no Brasil?


Quando você esteve no Brasil, você se lembra de alguém falar de cueca para mulheres?


Acho que não.


Gente, calcinha! No Brasil a gente usa cueca apenas para roupa interior masculina. Aqui em Portugal a gente usa também para as mulheres e é muito comum, só que no Brasil a roupa interior da mulher é a calcinha.


E a dos homens é cueca?


Cueca.


Sempre? Não têm boxers?


Sim, boxer é um tipo de cueca.


Ok, para nós cueca, pelo menos para mim, que isto às vezes pessoas diferentes chamam coisas diferentes, mas cueca no geral é roupa interior, mas é aquela roupa, pronto, que vem só, que não tem... que é só em forma de V, não é? Como normalmente as mulheres usam. Se for tipo calção curto é o boxer.


É muito estranho, olha que faz cinco anos que eu estou aqui, é ver uma propaganda de cuequinhas.


Cuequinhas, exatamente.

 

Propina.


Propina é o que se paga na universidade. Em Portugal, pagar propinas.


Ya, mas talvez, estou a pensar em gorjeta, é a mesma coisa?


Também!


Isso é espanhol que eu saiba.


Sim, propina é gorjeta em espanhol.


Exato.


Mas aqui também eu já vi algum uso de gorjeta, propina sendo gorjeta, mas o que me assustou foi o que o Leo disse, é usar como aquele pagamento de mensalidade no ensino superior.


Exatamente.


Eu tive de pagar propinas e fiquei assustada.


Porquê?


Espera, espera, deixa tentar... é o que? É tipo suborno?


Exatamente.


A sério?


Pagamento para um favorecimento ilegal.


A sério, propina?


Então quando o ensino superior, a universidade onde eu fui fazer mestrado me pede propina! Continuamos!


Pensaste "que país é este?"


Canalha!


Canalha, canalha, aqui canalha é um insulto normalmente. Tu conheces assim também, não é? E canalha é... é uma pessoa, é uma má pessoa, uma pessoa... é um insulto ao caráter de uma pessoa, pronto. Um, um gajo que é um canalha é mau, é má pessoa, é vil... não sei, ruim.


Nisto é igual ao Brasil, mas eu aprendi Que havia um outro significado.


Exato, há um outro significado que eu nunca usei. Pessoas mais velhas se calhar usam, o meu pai às vezes a brincar usa, que é "a canalha", é um conjunto de miúdos, tipo, as pessoas jovens, tipo os putos, a canalha.


Foi aí que me assustei.


Porquê?


Porque quando escutei eu não entendi nada.


Mas para vocês é o quê, é o...


É a mesma coisa, é a pessoa desonesta.


Ok, pronto, é isso.


Sem escrúpulos. Falando de um grupo de miúdos... Puto.


Puto, aqui é o menino.


Exato, puto é menino.


Não tem significado...


Não, não, puto aqui é menino. No Brasil é?


Olha no Brasil puto pode ser o masculino da puta, não é, um homem libertino. Mas pode ser, por exemplo, uma coisa que eu uso muito que era: 


"Nossa, não tenho um puto!" É não tenho um tostão, não tenho um cêntimo.
A sério?


É, não tenho um puto na carteira.


Eu conhecia outro significado no Brasil, que é "tar puto..."


Da vida!


É estar chateado não é? Ya, nós não usamos isso.


"Fiquei puta" ou "fiquei puto" se for um homem.


Espera e vocês dizem, se for uma mulher, uma mulher diz "fiquei..."


Puta da vida! Ou um homem ficou puto da vida.


Pronto, aqui, para os brasileiros que estiverem a ver: Puto não tem problema, é menino, é rapaz, e muitas vezes, pelo menos aqui em Lisboa, é uma forma de os amigos se chamarem:


"Então puto, como é que é?" Mas o feminino de puto é pita!
E não puta.


Exatamente.


Tem vários brasileiros que...


Não, não, não podem!


Mas eu sei de histórias, e não é só uma ou duas, de brasileiros que chegam cá, escutam puto, e naturalmente acham que pode dizer para as adolescentes que estão umas putas.  


Não, não, não. Ou seja, um conjunto de meninos são putos, mas um conjunto de meninas são pitas.


Ok, não dá para dizer "putas".


Não, com A não, exato.


Próxima palavra: bicha.


Bicha. Essa é uma, ainda bem que dizes, essa é uma que os brasileiros adoram dizer nos comentários dos vídeos que eu já vi, que bicha no Brasil é tipo um homem homossexual muito...


É um pejorativo para homossexual.


Exato, é pejorativo, supostamente é muito "flamboyant", não é, muito coiso. Aqui também! Há pessoas que usam bicha para fila, mas é muito mais, se eu ouvir bicha eu penso muito mais em pejorativo para homossexual do que fila.


No norte fala-se mais bicha, eu percebi isso. Não nenhuma estatística nem estudo científico, mas eu percebi por vivência. Escutei mais bicha mais ao norte, mas é só, se você é do Norte por favor diga-nos se...


Exato, exatamente! Ou seja essa ideia de que em Portugal bicha é fila e não é outra coisa... Também é fila, mas também é tipo "fag". Também, por isso cuidado a dizerem... Não achem que vêm para aqui para Portugal dizer bicha porque não significa nada, porque também significa... aquela palavra mais coiso.


Da série: palavras que a gente lê numa pastelaria e já começa a pensar besteira: cacete.


Cacete?


Eu sou muito inocente então eu fico com medo de dizer qualquer coisa.


Mas eu nunca li isso numa pastelaria! Se calhar sou eu que não conheço. Para mim cacete é tipo... É tipo uma forma de... é tipo caraças. É tipo em vez de dizeres a asneira, é uma asneira mais levezinha que se pode dizer.


E não é um pãozinho?


Se calhar também é.


Um cacetinho?


Se calhar, se calhar eu não...


Era isso que eu estava a pensar.


Já viste? Ou já viu?


Podes dizer "já viu", que nós percebemos. Mas já viste cacete, tipo na pastelaria?


Eu acho que sim.


Sim, eu também. Mas para pãozinho. No Brasil, cacete pode ser usado em algumas expressões, eu por exemplo no sentido de porrada, de bater. Dar um cacete em alguém.


Exato, dar um cacete é dar uma cacetada.


E o cassetete, aí a gente sai do português e entra um pouquinho no francês.


Exato, que é o quebra...


"Casser têtes"


É partir cabeças.


Exatamente.


Vocês também dizem cassetete?


Cassetete, sim.


Nós dizemos cassetete, exato, que é o que os polícias têm, aquele pau que os polícias têm para "casser les têtes", partir as cabeças.


Próxima: durex.


Sabes o que é que é?


Deixa a Liz adivinhar.


Pois, agora é a minha experiência em Portugal e Brasil também, acho que durex é preservativo.


Onde?


Aqui.


Quer dizer,  nós não dizemos durex, Durex é uma das marcas que existe de preservativos.


Pois, no Brasil Durex é uma marca de fita-cola.


Exato.


O nosso durex é tão aquela marca apropriada que eu nem sei explicar... Durex é durex.


Ou seja, vocês chamam durex à fita-cola.


É uma marca de fita-cola.


Tipo tens aí durex?


É, mas é uma marca de fita-cola.


Esta eu já sabia porque também já vi, no outro vídeo que nós fizemos, nos comentários também já vi uns assim. Não, aqui é uma marca de preservativos, mas ninguém diz... Ninguém chama durex aos preservativos, é uma das várias marcas. Mas claro, se eu ouvir durex, eu penso logo em preservativos e não em fita-cola.


Exato. Olha a próxima é fácil, muita gente conhece, mas é portante deixar claro. Apelido.


Apelido. Apelido é o último nome, aliás...


Mas no Brasil é diferente, não é? É tipo o... como é que, como é que... Agora não sei a palavra.


Alcunha.


Sobrenome?


Pois, no caso do Brasil o que a gente chama, para ficar bem claro, apelido em Portugal é o nome de família. Marcela Silva, é o Silva.


Exato, isso é sobrenome no Brasil.


Sobrenome no Brasil.


E o que nós brasileiros chamamos de apelido é aquele nome carinhoso, nomezinho mais curto, que é a alcunha.


Alcunha, exato, nickname. Em inglês é nickname.


Ou seja, apelido, alcunha, nickname. Sobrenome, apelido, last name.
Surname.


Surname, para os britânicos.


Que é o que eu sou.


Que é o caso.


Exatamente.


Punheta.


Eu falei sério e ele começa a rir, tão vendo não é?


O que é que... É assim, aqui punheta é uma coisa... Eu, é assim, atenção eu acho que para pessoas...


Como é que ele vai explicar isto?  


Para pessoas mais velhas isto pode, acho que tem um significado tipo... Era tipo uma forma de, tipo, de dizer tipo... Exprimir desagrado, tipo: "Ah! Punheta!" Mas hoje em dia só se usa para uma coisa, que é a masturbação masculina.


Aí eu discordo que é só para isso.


Também no Brasil punheta é masturbação masculina, mas aqui em Portugal eu passo e vejo menus nos restaurantes com punheta de bacalhau.


Isso é que eu nunca vi.


Eu vi ontem, eu vi ontem. Na próxima tiro foto.


Devias ter tirado. Onde é que tu viste?


Num quiosque na Praça de São Paulo.


Eu não sabia deste uso de punheta de bacalhau, mas que, mas de certeza que há um prato, pronto. Eu não conhecia. Continuando, o que é que vem aí?


Pica.


Não, acho que aqui em Portugal é normal é quando um animal pica a pele?
Também, também tem muitos... Sim, é uma picada ou uma pica.


E depois tens quando a pessoa tem pica. Quando estás com pica, é tipo, estás com energia. Estás com "ganda pica!"


Mas lá...


Mas lá é o quê?


A gente parece adolescentes. Pica é um sinónimo para pénis no Brasil.


Não sabia, tu sabias?


Sabia.


Não sabia.


Pronto, seguindo nessa mesma linha e já dando um pouco da resposta...
Tu só arranjaste palavras destas.


Rola.


Exato, esta por acaso eu sabia. Rola é um pássaro. Em Portugal, não é, acho que é um pássaro, mas no Brasil também é sinónimo para pénis e por acaso é engraçado, nós aqui dizemos a palavra mais comum é pila. É muito estranho fazer este vídeo!


Sim gente, mas são palavras que são usadas e eu acho que as pessoas que estão a aprender o idioma...


É verdade, é verdade. Sim, sim, sim, sim, sim.


Acho que se interessam por isso.


É a palavra mais coloquial. Não é feia, mas também não é uma palavra que uma pessoa ande a dizer aí na rua, não é? Mas é a palavra, pronto. Mas na Madeira, onde eu já vivi, na Ilha da Madeira, eles também tem um pássaro, que é a pomba, para dizer, para dizer pila. Na Madeira dizem pomba.


E agora para falar de animais, uma palavra que eu só consegui entender esse segundo significado aqui: Rata.


Eu não sei qual é o segundo significado.


Qual é que é o primeiro significado?  


Acho que é animal, não é?


Sim, pronto é um... para nós tens o rato e tens a ratazana. Não é? Mouse e rat. Calculo que um rato feminino seja uma rata, no entanto, ninguém diz isso porque para nós a rata é a amiguinha da rola. Ou seja, é a forma de dizer o órgão genital feminino. Mas é feio, não é assim uma...


Olha, para ser sincera eu nem sei se no Brasil, assim, eu acho que rata a gente usa mesmo como o feminino de rato. Talvez corretamente seria também uma ratazana, teria que pesquisar isso.


Não, mas são diferentes, porque a ratazana é um animal diferente. É o rato e a ratazana. A ratazana é rat.


Não fiz o dever de casa, não procurei exatamente isso, mas importante é saber que aqui em Portugal quando se fala rata não é um animal, e sim estamos falando da genitália feminina.


Exatamente.


E pronto falamos de... entre crianças e questões sexuais, acho que a gente deu um bom panorama para vocês.


Ou seja, palavras, isto sim são palavras que é preciso ter cuidado...


Eu tenho outra.


Então? Boa!


Gozar, que eu aprendi a não usar no Brasil não é? Aqui dá para dizer "Estás a gozar?"
Ah, sim, sim, sim, gozar.


Mas ali no Brasil...


Ou foi um gozo imenso!


Foi grande gozo, foi grande gozo, ya!


Não dá para fazer aquilo no Brasil, não é?


Ou seja gozar... mas sabes o que é que é, não é? Gozar aqui é inofensivo, é zoar no Brasil não é?


Exatamente.


Ou seja gozar é... normalmente gozamos com alguém, que é fazer pouco de alguém, ou seja, "make fun of someone", é...


Brincar com alguém...


Brincar, certo, sim, é...


Fazer uma piada, divertir-se.


É fazer uma piada, divertir-se às custas  de outra pessoa, pronto. É uma forma de fazer uma piada sobre outra pessoa e rir-se dela e gozar, e pode ser levado a mal, mas normalmente é feito entre amigos.


E no Brasil é para ejaculação, a gente fala de gozo ou que a pessoa gozou no sentido de, pronto, de ejaculação ou de chegar ao prazer porque você pode dizer que uma mulher também gozou.


Ou seja, é vir-se. Nós dizemos vir-se.


Sim.


Vocês não dizem?


A gente diz que uma pessoa gozou.


Não dizem vir-se?


E é com esse tipo de palavra que eu fico confusa. Onde é que eu não deveria dizer essa palavra, aqui ou ali?


Qual? Gozar, no Brasil tens de ter cuidado, e aqui tens que... nunca podes dizer que te vieste.


Ok.


Ponto. Porque é gozar, é ter um orgasmo.


Muitas lições.


E com esta... E com esta acabamos o episódio.

Espero que tenha tido um imenso gozo com esse episódio! Em Portugal!


Um gozo português, exatamente, muito bem, muito bem. Pronto, e com esta acabamos. Espero que tenham gostado, mais uma vez a participação da Liz e da Carol e até para a semana, tchau tchau!

Voltar ao topo

Próximo episódio