Ep. 25 - Ser vs Estar - Quando se usa qual?

Ep. 25 - Ser vs Estar - Quando se usa qual?
00:00 / 07:58

Listen on SpotifyiTunes or Google Podcasts, or watch the video on Youtube

In this episode we learn the difference between the verbs ser and estar and when to use each.

Neste episódio aprendemos a diferença entre os verbos ser e estar e quando usar qual.

TRANSCRIÇÃO / TRANSCRIPT:

Olá a todos e bem vindos e de volta ao Portuguese With Leo e a mais uma lição rápida de português!


Hoje vou falar sobre a diferença entre os verbos ser e estar. Ambos os verbos significam to be em inglês, no entanto utilizam-se em contextos diferentes, e hoje vamos ver como é que se conjugam no Presente e quais as situações em que se utiliza cada um.


Antes de começar, como já é habitual, vou agradecer às pessoas que contribuíram com doações para este podcast no último mês, que foram as seguintes:


Richard Dehn, Ron Allen, Christophe Flament, Alicia Franco, Stefan Faust, Anne Slusher, Stefano Flori, Michael Dawson, Ronald Mintz, Jelena Nosareva, Janine Verhoeven, Anthony Robinson, Rainer Majchrzak, Ewan Robertson, Samantha De Carvalho, Larue Allen, Thomas Rains, Charlotte Conley, Samuel Towell, Ken Pisichko,
Giada Sacchi, Derek Smitt, Dragana Damjanovic, Georg Adlmaier-Herbst, Anna-Barbara Goettsche e Rianna Tijsen.


Muito obrigado a todos vocês por ajudarem a tornar estes episódios semanais possíveis.


Então, ser e estar. Ambos os verbos têm uma conjugação irregular no Presente. A conjugação do verbo ser é:


eu sou
tu és
ele/ela é
nós somos
vocês/eles/elas são


A conjugação do verbo estar no Presente é:


eu estou
tu estás
ele/ela está
nós estamos
vocês/eles/elas estão


Quanto à utilização dos dois verbos, ambos se referem a uma característica, estado ou condição do sujeito da frase, mas o verbo ser refere-se a características permanentes ou de longa duração, e o verbo estar refere-se a características temporárias ou de curta duração.


Se seguirem esta regra-chave:

Verbo ser - características e situações de longa duração;

Verbo estar - características e situações de curta duração, vão acertar no verbo na grande maioria das vezes.


Mas agora vamos ver exatamente quais são as situações em que se usa o verbo ser e quais são as situações em que se usa o verbo estar e, obviamente, vou-vos dar exemplos para cada uma das situações.


Começando então pelo verbo ser, utilizamos sempre ser e não estar quando falamos de características inerentes ao sujeito da frase. No caso de uma pessoa: o seu sexo, a sua etnia, a sua nacionalidade, a sua altura, etc. Por exemplo:


Eu sou uma pessoa, sou um ser humano, sou do sexo masculino, sou português, sou jovem, sou relativamente alto, sou moreno, etc.


Outra situação em que utilizamos o verbo ser é quando falamos da personalidade ou das características psicológicas das pessoas. Por exemplo:


A Ana é simpática, é generosa, é leal, etc.


Também utilizamos o verbo ser quando falamos de características que fazem parte da identidade de uma pessoa, por exemplo, a sua identidade religiosa e política, o seu estado civil, a sua profissão, por exemplo:


O João é liberal, é católico, é engenheiro, é casado, etc.


Finalmente, outra situação em que utilizamos o verbo ser é quando indicamos objetos, falamos de materiais ou falamos do tempo: do dia, hora, mês, ano em que estamos. Por exemplo:


Isto é uma cadeira. Esta cadeira é de madeira. São 2h da tarde.


Passando agora ao verbo estar, este utiliza-se em situações temporárias ou transitórias, e estas dividem-se em 3 grupos:


O primeiro é a localização física ou geográfica de uma pessoa ou coisa. Por exemplo:


Eu estou em casa. Eu estou em Lisboa. Eu estou em Portugal. Eu estou no planeta Terra.


De seguida, temos a posição de uma pessoa ou coisa. Por exemplo:


Eu estou de pé, ou em pé. Eu estou em frente à câmara e a câmara está em cima do tripé.


Finalmente, usamos o verbo estar quando falamos de estados não permanentes. Por exemplo:


Hoje está um dia bonito e eu estou contente. Ou então: Em Portugal estamos em quarentena.


Atenção! Embora a morte seja um estado permanente, não se usa o verbo ser quando alguém morreu, utiliza-se sim o verbo estar. Não se diz “Esta pessoa é morta”, diz-se “Esta pessoa está morta”. Da mesma forma, não se diz “Ele é vivo”, mas sim “Ele está vivo”.


Antes de acabar o episódio, vou só dar um exemplo de uma frase em que a utilização ou do verbo ser ou do verbo estar muda o sentido da frase.


Se eu disser: “A Sara é bonita”, estou a dizer que a beleza é uma característica da Sara, que ela é bonita.


Mas se eu disser: “A Sara está bonita”, estou a dizer que ela, naquele momento específico, está bonita, ou que está mais bonita do que o normal. Não estou a dizer nem que costuma ser bonita, nem que normalmente não o costume ser. Estou apenas a fazer referência àquele momento específico em que digo que ela está bonita.


Por isso não se esqueçam, se tiverem namorados ou namoradas ou maridos ou mulheres, digam sempre que eles ou elas são bonitos e nunca que estão bonitos, senão a resposta vai ser: "Ai estou bonito? Quer dizer que normalmente não sou bonito?"


Por isso, cuidado!


Espero que tenham gostado do episódio e que tenham aprendido a diferença entre os verbos ser e estar e que tenham aprendido quando é que se utiliza cada um dos verbos.


Muito obrigado e até para a semana!

Back to top

  • YouTube
  • Spotify
  • Icon Apple
  • Icon Google Podcasts
  • Instagram
  • Facebook

COPYRIGHT © 2020 - portuguesewithleo.com