Ep. 23 - 10 Trava-línguas portugueses

Ep. 23 - 10 Trava-línguas portugueses
00:00 / 09:55

Listen on SpotifyiTunes or Google Podcasts, or watch the video on Youtube

In this episode we learn 10 Portuguese tongue twisters to improve our diction and get some laughs!

 

 

Neste episódio aprendemos 10 trava-línguas portugueses para melhorar a nossa dicção e dar umas gargalhadas!

TRANSCRIÇÃO / TRANSCRIPT:

O rato roeu a rolha da garrafa de rum do rei da Rússia.


Olá pessoal e bem-vindos de volta ao Portuguese With Leo!


Hoje vai ser um dia divertido, porque vamos aprender 10 trava-línguas portugueses! O que é um trava-línguas?


Um trava-línguas é uma expressão popular constituída por uma sequência de palavras cuja pronúncia é difícil. O objetivo é dizê-lo rápido, sem pausas, e obviamente, sem cometer erros. Em inglês diz-se tongue twister.


Tenho a certeza de que quando eram mais novos, os vossos pais, professores e amigos vos ensinaram muitos trava-línguas, e apesar de ser difícil, é divertido tentar dizê-los o mais depressa possível.


Os trava-línguas são uma excelente forma de melhorar a pronúncia e a dicção em qualquer língua, e por isso hoje vamos trazer de volta essas memórias de infância, e vamos fazê-lo em português.


Para este episódio, vou pronunciar cada trava-línguas duas vezes, primeiro rápido e depois devagar, e depois vou explicar o que é que o trava-línguas significa.


Sugiro-vos que tentem pronunciar cada trava-línguas depois de mim, primeiro devagar e depois progressivamente mais rápido, e não se sintam mal se se enganarem, porque muitos portugueses também se enganam. Os trava-línguas são difíceis até para os falantes nativos.


Vamos começar então com o trava-línguas que eu disse no início, que é muito bom para treinar o som “rrr”, que é o som da letra R quando vem no início das palavras ou quando há dois “érres” seguidos no meio das palavras. E o trava-línguas é o seguinte:

“O rato roeu a rolha da garrafa do rei da Rússia.”


Este é um dos trava-línguas mais conhecidos e pode traduzir-se em inglês da seguinte maneira: “The mouse chewed the cork off the Russian King’s bottle.”


Para torná-lo mais difícil basta acrescentar mais palavras que comecem com R, por exemplo:
“O rato roeu a rolha da garrafa de rum do rei da Rússia.”
“O rato roeu a rolha redonda da garrafa de rum do rei da Rússia.”
“O rato roeu rápido a rolha redonda da garrafa de rum do rei da Rússia.”

Tentem dizer isto!


Existe também outra variante, que é a seguinte:
“O rato roeu a roupa do Rei de Roma e a rainha raivosa resolveu remendar.”


Neste caso, a tradução seria: “The mouse chewed the King of Rome’s clothes, and the queen, angry, decided to mend them.”


Em seguida temos outro trava-línguas também muito conhecido, que é o seguinte:
“Um tigre, dois tigres, três tigres, comeram três pratos de trigo.”


Aqui também treinamos o R, mas é o R menos carregado, “re”, que é representado por uma só letra R no meio das palavras.


Em inglês seria “One tiger, two tigers, three tigers ate three plates of wheat.”


Outra variante seria:
“Três tristes tigres comeram três pratos de trigo.”

Ou: “Três tristes tigres tragaram três pratos de trigo.”


O terceiro trava-línguas mistura estes dois “érres”, o R mais carregado e o R “re”, mais suave, e é o seguinte:
“A aranha arranha a jarra, a jarra arranha a aranha; nem a aranha arranha a jarra nem a jarra arranha a aranha.”


Em inglês isto seria: “The spider scratches the pitcher, the pitcher scratches the spider, neither the spider scratches the pitcher nor the pitcher scratches the spider.”


O quarto trava-línguas:
“O tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem, o tempo respondeu ao tempo que o tempo tem tanto tempo quanto tempo o tempo tem.”


Isto em inglês seria: “Time asked time how much time time has, and time answered time that time has as much time as time has.”


Outro trava-línguas mais ou menos do mesmo estilo, na mesma onda, é o seguinte:
“Estava para passar, mas não passou porque passou quem passou. Se não passasse quem passou, passava, mas como passou quem passou, não passou.”


A tradução deste trava-línguas seria algo como: “They were about to pass but didn’t pass because they who passed passed. If they who passed hadn’t passed, they would’ve passed, but because they who passed passed, they didn’t pass.”


Próximo trava-línguas, e este é um que eu lembro-me que era muito popular na escola quando eu era criança:
“Se percebeste, percebeste. Se não percebeste, finge que percebeste para os outros perceberem que tu percebeste. Percebeste?”


Em inglês isto seria: “If you understood, you understood. If you didn’t understand, pretend that you understood so that others may understand that you understood. Understood?”


Como puderam ver, estes últimos 3 trava-línguas foram uma espécie de repetição da mesma palavra, primeiro tempo, depois passar e depois percebeste.


Os próximos dois trava-línguas são trava-línguas que a minha mãe me ensinou quando eu era miúdo, e são os seguintes:
“Em cima da torre estava um pardal pardo a palrar. Palra pardal pardo palra, palra tu que eu palrarei, que sou o palrador d'El Rei.”


Não sei porquê, é mais fácil para mim dizer rápido do que devagar!


Em inglês isto seria: “Atop a tower a brown sparrow was jabbering. Jabber away, brown sparrow, you jabber, I jabber because I’m the King’s jabberer.” Não faz muito sentido.


E o próximo trava-línguas faz ainda menos sentido porque é com palavras inventadas e por isso não vou traduzir para inglês, vou só dizer em português:
“Havia uma mafagafa que tinha dois mafagafinhos, morreu a mafagafa e ficaram os mafagafinhos a mafagafar sozinhos.”


O penúltimo trava-línguas é curto mas é mais difícil do que parece, porque serve para treinar alguns sons muito típicos da língua portuguesa e que não são muito fáceis quando se está a aprender, que são o som /s/ (se), /ʃ/ (sh), /ʒ/ (je) e /z/ (ze). E o trava-línguas é o seguinte:
“Casa suja, chão sujo.”


Significa “Dirty house, dirty floor.” “Casa suja, chão sujo.” É curtinho, mas tentem dizê-lo rápido e vão ver que não é fácil!


Finalmente, o último trava-línguas é um trava-línguas divertido, porque se nos enganarmos acabamos a dizer um palavrão, ou seja, uma palavra feia, uma asneira, uma swear word. E é o seguinte:
“Fui ao mar colher cordões, vim do mar cordões colhi.”


Se tiverem amigos portugueses, desafiem-nos a dizer este trava-línguas, para ver se se enganam, e para ver qual é o palavrão que eles dizem!


Espero que tenham gostado deste episódio, e mais uma vez, recomendo que comecem por treinar os trava-línguas devagar e depois progressivamente mais rápido.


Até para a semana, e boa sorte a treinar os trava-línguas!

Back to top

Next episode