Ep. 16 - O Natal em Portugal

Ep. 16 - O Natal em Portugal
00:00 / 08:17

Ouvir no SpotifyiTunes ou Google Podcasts, ou ver o vídeo no Youtube

Amanhã é Véspera de Natal, por isso o episódio de hoje tinha de ser sobre o Natal, a sua história e a forma como é festejado em Portugal. Ouçam até ao fim para aprenderem a desejar Feliz Natal em português!

TRANSCRIÇÃO:

Olá a todos e bem vindos de volta ao Portuguese With Leo!


Estamos naquela altura especial do ano, a altura do Natal, e por isso no episódio de hoje vou falar um pouco sobre a história e origens do Natal, sobre a forma como este é festejado em Portugal, e no final do episódio vou ensinar-vos algumas expressões natalícias para poderem desejar um feliz Natal em português.


No entanto, antes de passar ao episódio em si, quero só agradecer às pessoas que apoiaram o Portuguese With Leo com doações neste mês de dezembro, que foram as seguintes:


O Daniel Franke, o Jorma Larinkari, a Eveline Bronsveld, a Roseline Vandeneeckhoutte, o Thomas Koenig, o Marlon Varonen, a Dominique Meeroff, o Howard Heller, a Linda, a Sophie Majeau, a Vincenza Condello, a Larue Allen, o Ignacio Prado, o Hans Roderich e o Christopher MacAllister. Muito obrigado a todos vocês pela vossa generosidade e espírito natalício!


Afinal, o que é e de onde é que vem o Natal? O Natal é um feriado religioso cristão festejado no dia 25 de dezembro nos países católicos e no dia 7 de janeiro nos países eslavos e ortodoxos.


Eu vou concentrar-me no Natal tal como ele é festejado em Portugal, que é um país católico, por isso, no dia 25 de dezembro.


O Natal celebra o nascimento de Jesus Cristo, a figura central do Cristianismo, que nasceu há dois mil e vinte (2020) anos. No entanto, a data em que se celebra o Natal foi escolhida por corresponder a uma celebração pagã do tempo da Antiguidade em que se celebrava o nascimento do Deus Sol no solstício de inverno. A palavra pagã ou pagão é um adjetivo que significa alguém que não é monoteísta, ou seja, que não acredita num só Deus.


Na tradição católica, Jesus Cristo nasceu no dia 25 de dezembro numa manjedoura em Belém, na província da Judeia, filho da Virgem Maria e de José. Uma manjedoura é uma espécie de tabuleiro onde os animais da quinta comem, ou seja, as vacas, os bois, os cavalos, etc. Em inglês diz-se manger.


Após o nascimento de Jesus, os Três Reis Magos, Gaspar, Baltasar e Belchior, seguiram uma estrela que os levou até ao local onde Jesus tinha nascido. Os Reis Magos trouxeram 3 presentes para o Menino Jesus: ouro, incenso e mirra, e normalmente celebra-se este encontro entre os 3 Reis Magos e o Menino Jesus no dia 6 de janeiro, que é conhecido como Dia de Reis.


Então como é que se celebra o Natal em Portugal hoje em dia? Em primeiro lugar é preciso notar que há algumas diferenças na forma como o Natal é celebrado de região para região, mas no geral, o espírito natalício começa no início de dezembro, que é a altura em que as pessoas começam a montar a árvore de Natal nas suas casas e a decorar as suas casas com decorações natalícias.


Normalmente a árvore é enfeitada com bolas, fitas, luzes e uma estrela no topo, e algumas decorações típicas são a figura do Pai Natal, as renas e as típicas meias de Natal.


Para além das casas, também as ruas começam a ficar decoradas, e aqui em Lisboa é muito típico ir até ao centro para ver as luzes de Natal.


Outro elemento importante é o Presépio. O Presépio é a representação do nascimento de Jesus, conhecido em inglês como nativity scene.


Normalmente monta-se o presépio em todas as casas, e tanto pode ser uma representação muito elaborada do nascimento de Jesus, com o Menino Jesus, José e a Virgem Maria, os pastorinhos, os 3 Reis Magos, os anjos no céu e os animais da quinta, como pode ser uma representação muito simples apenas com os três elementos essenciais: Jesus, José e Maria, como é o caso do presépio que temos aqui na casa da minha mãe.


Ao longo do mês de dezembro vão-se comprando e colocando debaixo da árvore as prendas de Natal e na noite de dia 24 ou na manhã de dia 25 abrem-se as prendas todas. O dia 24 é conhecido como a Véspera de Natal e o dia 25 é conhecido como o Dia de Natal.


Normalmente estes dias são passados em família, tanto a família nuclear, ou seja, mãe, pai e irmãos, como a família alargada, ou seja primos, primas, tios, tias, avós e por aí além. Claro que este ano a coisa é um pouco diferente e a maior parte das pessoas vai passar o Natal apenas com a família nuclear e não com a família alargada.


Normalmente, o jantar mais importante é o do dia 24, ou seja, o da Véspera de Natal. Este jantar ou ceia chama-se Consoada e tipicamente come-se bacalhau, que é o prato mais típico de Portugal.


Para além do bacalhau na Consoada e de outros pratos típicos portugueses, os dias 24 e 25 de dezembro são recheados de todo o tipo de doces e comida deliciosa mas que não é a mais saudável, como por exemplo sonhos, rabanadas, filhoses, aletria, azevias, arroz doce, lampreia de ovos, chocolates e uma data de outros bolos.


Espero que tenham gostado deste episódio sobre a história do Natal e sobre a forma como é celebrado em Portugal! Para acabar, só falta aprender a desejar um feliz Natal em português.


Normalmente, quando desejamos um bom Natal a alguém, aproveitamos para desejar também um bom Ano Novo e a frase mais típica que se usa é: “Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!”, que seria o equivalente a “Merry Christmas and a Happy New Year!”
No entanto, também se pode dizer simplesmente “Feliz Natal!”, “Bom Natal!” ou “Boas Festas!”. Por isso, um Feliz Natal para todos vocês e vemo-nos no dia 30, no último episódio do ano, que vai ser sobre o Ano Novo!

Voltar ao topo

Próximo episódio