Ep. 13 - 9 Expressões idiomáticas portuguesas

Ep. 13 - 9 Expressões idiomáticas portuguesas
00:00 / 11:32

Listen on SpotifyiTunes or Google Podcasts, or watch the video on Youtube

In today's episode we are going to learn 9 Portuguese idioms!
I'll start by explaining what an idiom is and then explain the meanings of each of the 9 idioms, as well as their equivalents in English.

No episódio de hoje vamos aprender nove expressões idiomáticas portuguesas!
Vou começar por explicar o que é uma expressão idiomática e de seguida explicar os significados de cada uma das nove expressões idiomáticas, bem como as expressões correspondentes em inglês.

TRANSCRIÇÃO / TRANSCRIPT:

Olá e bem vindos de volta ao Portuguese With Leo!


Há mais ou menos um mês fiz um episódio sobre provérbios portugueses. Nesse episódio fiz a distinção entre provérbios e expressões idiomáticas e ensinei-vos sete (7) dos provérbios mais usados na língua portuguesa. Se ainda não ouviram esse episódio, sugiro que o façam, é o episódio número 7.


Pois bem, hoje vamos falar sobre aquilo de que não falámos no outro episódio: vamos falar sobre expressões idiomáticas, mas antes de começarmos a lista de expressões idiomáticas que tenho para vocês, quero só relembrar a definição de expressão idiomática:


Uma expressão idiomática, conhecida como idiom em inglês, é uma frase que tem um significado diferente do seu significado literal e que é usada para descrever situações do dia-a-dia. Muitas vezes as expressões idiomáticas têm origem popular, mas, ao contrário dos provérbios, não escondem nenhuma lição de moral.


Existem expressões idiomáticas em todas as línguas, e normalmente são muito diferentes em cada língua e não fazem sentido se as tentarmos traduzir literalmente.
Por exemplo, a expressão portuguesa “Pôr paninhos quentes” é uma expressão que significa dizer algo de forma excessivamente delicada, evitando falar de temas sérios ou desagradáveis. A tradução literal desta expressão seria ”To put warm cloths”, o que não faz sentido em inglês, a expressão equivalente em inglês é “To sugarcoat”, que em português seria “Revestir de açúcar”, o que também não faz sentido.


Hoje vamos aprender nove expressões idiomáticas, e tal como no episódio sobre os provérbios, eu vou dar-vos a expressão equivalente em inglês de cada uma delas para vos ajudar a perceber melhor o seu significado e em que situações é que são utilizadas.


Eu sei que nem todos vocês que me estão a ouvir falam inglês, no entanto, o motivo por que eu uso o inglês como língua de tradução é porque, por um lado, a maioria das pessoas que vêem e ouvem os meus episódios são falantes nativos de inglês ou então têm algum nível de compreensão do inglês; por outro lado, porque hoje em dia o inglês é a língua mais usada na internet, e por isso ao utilizar o inglês como língua de tradução, consigo chegar a mais pessoas.


Bom, feito este aparte, vamos então passar às nossas 9 expressões idiomáticas!


A primeira expressão é uma expressão muito típica de Lisboa, a minha cidade, e é a seguinte: “Meter o Rossio na Betesga”. O Rossio é uma das maiores e principais praças da cidade, enquanto que a Rua da Betesga é talvez a rua mais pequena da cidade, com apenas 10 metros. Se viram o meu último vídeo, tiveram oportunidade de ver a praça do Rossio enquanto andávamos de tuk tuk.


Normalmente diz-se que alguém está a tentar meter o Rossio na rua da Betesga quando está a tentar fazer alguma coisa que é impossível, tal como seria impossível o Rossio caber na rua da Betesga.


A segunda expressão idiomática também está relacionada com Lisboa e é a seguinte: “Resvés Campo de Ourique”. Normalmente diz-se que uma coisa aconteceu “resvés Campo de Ourique” quando aconteceu por pouco, quando foi “à justa” ou “por um triz”. Por exemplo, se num jogo de futebol ambas as equipas estão empatadas e uma delas marca golo no último minuto e ganha, pode dizer-se que essa equipa ganhou resvés Campo de Ourique.


Esta expressão está relacionada com um evento muito importante da História de Lisboa e de Portugal, o terramoto de 1755, do qual eu falei há 3 semanas atrás no episódio 10. Basicamente, no dia 1 de Novembro de 1755 houve um grande terramoto em Lisboa que foi seguido de um tsunami, e esse tsunami destruiu toda a Baixa lisboeta, tendo chegado muito perto da zona de Campo de Ourique. Essa zona escapou à destruição por muito pouco e por isso diz-se que uma coisa é resvés Campo de Ourique quando acontece mesmo à justa, por muito pouco. Outra expressão engraçada com o mesmo significado é dizer que “foi por uma unha negra”.

 

A nossa terceira expressão é muito útil agora para os meses de inverno e é a seguinte: “Está a chover a potes!”. Esta expressão é muito fácil de perceber e significa que está a chover muito, como se estivessem a ser despejados potes de água. A expressão inglesa equivalente é muito engraçada e é a seguinte: “It’s raining cats and dogs”.


A quarta expressão também está relacionada com chuva e é a seguinte: “Podes tirar o cavalinho da chuva”. Normalmente dizemos a uma pessoa que ela pode tirar o seu cavalinho da chuva quando tem uma expectativa irreal que não se vai realizar. Por exemplo: “Eu achava que este ano, em 2020 ia viajar muito, mas tive de tirar o meu cavalinho da chuva porque este ano não deu para ir para lado nenhum”.


Acredita-se que esta expressão tenha origem brasileira. No século XIX, o cavalo era o principal meio de transporte, e quando uma pessoa ia visitar outra, deixava o seu cavalo à porta de casa. Se começasse a chover, o anfitrião, ou seja, o dono da casa, a pessoa que está a receber a visita, dizia ao seu convidado, ou seja, a pessoa que está a visitar, que poderia ir tirar o cavalinho da chuva já que a visita ia ser longa e ele não ia voltar para casa tão cedo. Em inglês, a expressão mais parecida seria: “Don’t hold your breath”.


A nossa quinta expressão é a seguinte: “Ficar a ver navios”. Esta expressão corresponde à expressão em inglês “The ship has sailed”, e normalmente usa-se quando queremos obter alguma coisa e por muito pouco não conseguimos e ficámos a ver navios, perdemos a oportunidade.


Por exemplo, pegando no exemplo da expressão anterior, “Eu este ano queria viajar, mas fiquei a ver navios”.


A sexta expressão é “Ter mais olhos que barriga”, que corresponde à expressão inglesa “Your eyes are bigger than your stomach”, e que significa que nos servimos de demasiada comida e não acabámos tudo o que tínhamos no prato. É uma expressão que os pais usam muito com os seus filhos quando estes não acabam a comida que têm no prato.


A sétima expressão também está relacionada com comida e é a seguinte: “Estar feito ao bife”. Esta expressão usa-se quando estamos metidos numa situação grave e sem solução à vista e corresponde à expressão inglesa “To be toast”. Por exemplo, se eu estiver na rua sem guarda-chuva e começar a chover a potes digo "Estou feito ao bife!”. Outras formas de dizer isto são “estar em apuros”; “estar em sarilhos”; “estar tramado”; “estar lixado” ou simplesmente “estar feito”.


A oitava expressão é “Ter dor de cotovelo”, que significa ter ciúmes ou inveja de alguém. A expressão equivalente em inglês seria “To be green with envy”, e em português temos outra ainda, ainda mais parecida à expressão inglesa: “Ficar verde de inveja”.


Finalmente, a última expressão é uma expressão muito engraçada e muito portuguesa: “São muitos anos a virar frangos”. Para aqueles de vocês que não o sabem, o frango assado é uma comida muito típica e muito apreciada em Portugal. Normalmente o frango é assado numa grelha de churrasco, e para ficar bem assado dos dois lados é preciso virá-lo.


Pois bem, esta expressão nasceu com os assadores de frangos que, depois de muitos anos a virarem frangos, ganhavam muita experiência nessa tarefa, e usa-se para dizer que alguém tem muita experiência numa determinada atividade, ou então que tem muita experiência de vida. Em inglês a expressão equivalente seria: “Not my first rodeo”.


Por isso, já sabem, da próxima vez que algum português elogiar alguma coisa que vocês façam ou digam, podem responder: “São muitos anos a virar frangos!”. Não é a coisa mais humilde de se dizer, mas é muito engraçada e a outra pessoa vai-se rir de certeza.


E chegámos ao final das 9 expressões idiomáticas que eu tenho para vocês hoje, espero que tenham gostado!


Antes de me despedir de vocês, peço-vos que vão dar uma olhadela ao vídeo que eu fiz em colaboração com a Liz do canal de Youtube Talk The Streets, em que exploramos algumas das diferenças entre o português europeu e o português brasileiro. O vídeo saiu ontem e o link está na descrição.


Muito obrigado e até para a semana!

Back to top

Next episode

  • YouTube
  • Spotify
  • Icon Apple
  • Icon Google Podcasts
  • Instagram
  • Facebook

COPYRIGHT © 2020 - portuguesewithleo.com